segunda-feira, 14 de maio de 2012

Inspiração


Ela sempre volta
Sempre em notas, em todos os tons,
Em beleza, em aquarela.

Ela é colorida
Ela voa, ela brota na pele,
Ela muda os traços da tela.

Pousa leve, rutilante,
Vai deixando tudo lindo
Eu sou sempre bem vindo
Em seu colo, meu bem...

Volta linda como antes,
Meu caminho colorindo
E eu vou sempre seguindo
Seu perfume, meu bem...

Receita de Samba


Me disseram pra sofrer
Pr’eu conseguir fazer um samba
Que coisa mais boba!
Eu digo a você:

Quando tudo é colorido
A música invade a janela
E toma o meu quarto,
Eu digo a você:

O samba vem
Pra mim
 Quando eu
Sou feliz
Tristeza não
Vai me ajudar
Quando eu
Quiser sambar...

Quando você quiser sofrer
Pra conseguir fazer um samba
Pare de bobagem:
Levante pra ver!

Aquela charanga que passa
Com um monte de gente bamba
Feliz, colorida,
Levante pra ver!

O samba vem
Pra você
 Quando você
É feliz
Tristeza não
Vai te ajudar
Quando você
Quiser sambar...

Tromperie?


Inda que fosse mentira,
Grosseira estória pra encantar,
Oh, mas que boba eu seria,
Ridícula, de não me enganar.

Dentro


Tudo que deu pra juntar,
Juntei num pedaço de mim.
Não escondi nem um pouco,
Nem tentei me ordenar.

E qualquer outro pedaço,
Com muitas coisas afins,
Fica só sendo um esboço
Do que eu sou mesmo no fim.

Nessa parte que eu guardo
Tudo que tenho juntado,
Os medos e as coragens,
Vontades e buscas de mim,

Nela é que vou carregar
Tudo que a mim for afeito,
Tudo que lembro ou esqueço.
Tudo a que eu disse sim.