quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Passado

E eu
Que não aprendi a rezar direito,
E que tenho um milhão de defeitos
Ando entrando em Igrejinhas por aí
Buscando um perdão lá de Deus.
Você
Que não quis amar meus defeitos,
E que sempre se sentiu assim, tão direito
Fica me olhando andar só por aí
E pedindo pra Deus não me ouvir.

Sabe, até que vou bem,
Ando aprendendo a rezar
E fico de longe a te olhar
E sei que você me vê,
Mas finge nem saber.

Sabe, até que vou bem
Descobri que já te amei
E que muito pouco deixei
De você em meu peito,
Que ainda é um leito.

Mas não pra você.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

La peur

O começo é o avesso do fim,
É onde espero que seja tudo cor,
Tudo cor, meu bem.
Ainda não temos um nome,
Só brincos, camisas, perfumes. E o calor?
E o calor, meu bem?
Vê, que tudo acaba num instante,
Que nada segue como antes,
Que o amor não vive de dizer.
Vê, que as estradas nos afastam,
Que as tristezas ameaçam,
E eu não queria me render. 

segunda-feira, 25 de março de 2013

Minha Educação Antiga

Se eu vejo uma igreja, me benzo,
D equem é mais velho, a bênção,
Se eu vou entrar em casa
Peço licença, tiro a sandália
E sorrio... oi!
Foi assim que mamãe me ensinou.

Se titia falar, eu me calo,
Se ela se atrapalhar , eu disfarço,
Se ela vai lá na venda
Eu calço o chinelo, vou atrás dela
Correndo... oi!
Foi assim que mamãe me ensinou...
Foi bem assim que mamãe me ensinou...

Minha educação antiga,
Minha mamãe tão querida
Que me deu...
Hoje tenho boa vida,
Sou muito bem resolvida
Oh, Meu Deus...