quarta-feira, 15 de maio de 2013

La peur

O começo é o avesso do fim,
É onde espero que seja tudo cor,
Tudo cor, meu bem.
Ainda não temos um nome,
Só brincos, camisas, perfumes. E o calor?
E o calor, meu bem?
Vê, que tudo acaba num instante,
Que nada segue como antes,
Que o amor não vive de dizer.
Vê, que as estradas nos afastam,
Que as tristezas ameaçam,
E eu não queria me render.